Autor: avilasboaspt

#Despedidas: Não deixes que apaguem a luz (parte 1)

#Despedidas: Não deixes que apaguem a luz (parte 1)

Nestes últimos meses, arrastei a vida num relvado sem verde, numa inútil tentativa de ganhar esta batalha e matar a doença. Arrastei os pés, um depois do outro, como se estivesse a aprender a andar mas me faltassem as forças e fosse levado pela corrente, quase que contra a vontade, adiando o inevitável. Tento fugir…

Read More Read More

#Despedidas: Amor exausto

#Despedidas: Amor exausto

Este é o primeiro texto da série “Despedidas”, onde cada história é uma carta de despedida escrita por quem partiu ou por quem foi deixado ou por cá ficou. Algumas das cartas podem continuar em posts seguintes. Alerto ainda que a ideia é partilhar estes textos com revisão mínima, meio crus, para garantir alguma da…

Read More Read More

Ficção vs Realidade

Ficção vs Realidade

Uma das perguntas que oiço mais frequentemente, de pessoas que me são próximas, é se o que escrevo se baseia em eventos da minha vida real. É uma pergunta com rasteira se pensarmos na essência do que é a vida real… Ainda que as histórias que escrevo sejam influenciadas por coisas que aconteceram comigo ou…

Read More Read More

Publicidade (indesejada?)

Publicidade (indesejada?)

Este é um post curto e objetivo sobre o motivo que me levou a colocar publicidade na minha página. Como muitos devem saber, manter um website online requer alguns custos imediatos (como o domínio e o servidor onde a página fica alojada), se quiseremos fazer as coisas bem feitas desde o início e passarmos a…

Read More Read More

#Afonso – Episódio 6: A cama fria

#Afonso – Episódio 6: A cama fria

Ainda que certa da sua decisão, Margarida estranhou a cama fria que a amparou tantas noites seguidas. Não se tinha apercebido no entanto que, até antes, mesmo quando Afonso lá estava, já quase nada aquecia, nem mesmo a paixão cega que teimava em não terminar. E não é que ela lhe disse que “a vida sem…

Read More Read More

#Afonso – Episódio 4: Sem dizer adeus…

#Afonso – Episódio 4: Sem dizer adeus…

Naquela noite, a Margarida fechou-lhe a porta, sem vontade de jogar, driblando um debate aguçado para outra ocasião, para um desses outros momentos em que a paixão não se deixe sufocar suavemente pela mordaça que lhe teimamos impor! Lembrou-se, por instantes, de quando ficavam mudos, cúmplices de um sereno pecado, cúmplices de uma intimidade que…

Read More Read More